SERMÃO DA CELEBRAÇÃO LITÚRGICA DE 23 DE AGOSTO DE 2020

Mais
1 mês 3 semanas atrás #925 por Henry Mompean Orleans-Grimaldi (jonfonpa)
Palavras de Abertura

Queridos irmãos,
é motivo de grande alegria nos reunirmos mais uma vez para adorar ao Santo Nome do Senhor.

Convido a todos para louvarmos ao Senhor com o hino Conta as Bençãos.


Louvor

Se da vida as vagas procelosas são
Se com desalento julgas tudo vão
Conta as muitas bênçãos, dize-as duma vez
E verás surpreso quanto Deus já fez

Conta as bênçãos, conta quantas são
Recebidas da divina mão
Uma a uma, dize-as de uma vez
E verás surpreso quanto Deus já fez

Tens acaso mágoas, triste é teu lidar?
É a cruz pesada que tens de levar?
Conta as muitas bênçãos, não duvidarás
E em canção alegre os dias passarás

Conta as bênçãos, conta quantas são
Recebidas da divina mão
Uma a uma, dize-as de uma vez
E verás surpreso quanto Deus já fez

Quando vires outros com seu ouro e bens
Lembra que tesouros prometidos tens
Nunca os bens da terra poderão comprar
A mansão celeste em que tu vais habitar

Conta as bênçãos, conta quantas são
Recebidas da divina mão
Uma a uma, dize-as de uma vez
E verás surpreso quanto Deus já fez

Seja teu conflito fraco ou forte cá
Não te desanimes, Deus por cima está
Seu divino auxílio, minorando o mal
Te dará consolo e galardão final

Conta as bênçãos, conta quantas são
Recebidas da divina mão
Uma a uma, dize-as de uma vez
E verás surpreso quanto Deus já fez


Pregação





Sermão do dia: A semeadura e a misericórdia de Deus


Convido a todos que leiam comigo no livro de Jó, em seu capítulo de número 4 e versículo de número 8:


"Tenho notado que os que aram campos de maldade e plantam sementes de desgraça só colhem maldade e desgraça."



Amados irmãos,

A semeadura é um dos temas mais controversos aos olhos de muitos cristãos, visto que para alguns é difícil conciliar a misericórdia de Deus e a sua justiça. É certo que a perícope que nos serve de base trata dos argumentos de Elifaz, amigo que Jó, que tentava trazer luz e uma justificativa ao sofrimento do amigo. Entretanto, este trecho sapiencial nos permite trabalhar uma temática controversa: pode Deus ser misericordioso e justo ao mesmo tempo?

É preciso, primeiramente entender a temática da semeadura, o que podemos entender com mais clareza ao lermos Gálatas 6.7: "Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.". Logo a semeadura nada mais é do que a consequência das escolhas de cada indivíduo. Pois é certo que cada escolha, cada atitude, tem um reflexo e trará consequências, sejam boas ou ruins.

Muitos cristãos acreditam que ao confessarem seus pecados estarão livres das consequências deles, isso é um engano, Jesus pagou por nós o maior preço pelos nossos pecados, aquele que nos privava da salvação, contudo a consequência temporal dos pecados, seja mentira, furto, adultério ou qualquer que seja. Nisto reside a justiça de Deus, pois se Ele nos livrasse dessas consequências não aprenderíamos com nossos erros e nos tornaríamos obstinados.

Logo, se você errou, aceite as consequências, tenha certeza de que a misericórdia de Deus é com você, e por piores que tenham sido seus erros, Ele não te desamparará, ainda que sejam duras as consequências. O pior preço Cristo pagou por mim e por você na cruz do calvário, e nos livrou da condenação eterna.

Para finalizar esta exposição, gostaria de pontuar que nem todo sofrimento é consequência dos erros de alguém, como foi o caso de Jó, então não devemos nos colocar como juízes das vidas dos outros, antes, olhar para nossas próprias vidas, a semelhança do salmista no Salmo 139.24:

"E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno."

Amém.

Oração

Deus amado. Pequenos e falhos somos, nos humilhamos ante a tua presença e clamamos por tua misericórdia. Ajuda-nos a crescer em sabedoria, aprendendo com nossos erros, sempre buscando pela tua graça. Que sejamos melhores a cada dia, que possamos estar semeando frutos dignos para o teu louvor. É o que pedimos em nome de Jesus. Amém.

Henry Mompean D’Orléans et Valois
Duque Consorte de Gandia
Príncipe da França
Duque de Soissons
Conde de Mompean
Barão de Lille

Administrador Geral da Região de Navarra

Embaixador Francês
Comandante da Guarda Real Francesa
Vice-Chanceler
Senador Real
Prefeito de Lille

Chanceler Oficial da Ordem da Mão de Ferro
Cavaleiro da S. Ordem Imperador Carlos Magno – S.O.I.C.M.
Medalha do Mérito da S. O. Militar Joana D´Arq – S.O.M.J.A.


Súdito da Coroa Francesa

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Tempo para a criação da página:0.222 segundos
Não somos membros de qualquer nação real ou movimento separatista.
Este WEB Site destina-se única e exclusivamente aos praticantes do hobbie chamado micronacionalismo.
Todos os direitos de imagem e nome reservados a nação italiana real.