SERMÃO DA CELEBRAÇÃO LITÚRGICA DE 30 DE AGOSTO DE 2020

Mais
1 mês 2 semanas atrás #933 por Henry Mompean Orleans-Grimaldi (jonfonpa)
Palavras de Abertura

Amada congregação,
louvemos a Deus pela oportunidade de nos reunirmos em culto a seu Santo Nome.

Convido a todos para louvarmos ao Senhor com o hino Tuas Obras te Coroam.


Louvor

Tuas obras te coroam
Como um halo de esplendor!
Astros, anjos, céus entoam
Hino eterno a ti Senhor!
Campos, matas, vales, montes,
Verde outeiro e verde mar,
Aves e sonoras fontes
Formam coro singular!

Nós, mortais, por ti remidos,
Deus de glória, Deus de amor,
Corações aos céus erguidos,
Celebramos teu louvor!
Revelaste amor profundo,
Insondável, sem igual,
Enviando Cristo ao mundo
A vencer por nós o mal!

Fonte és de alegria e vida,
És do bem o Inspirador;
Tua graça nos convida
A viver em mútuo amor
Quais alegres peregrinos,
Sempre em marcha triunfal,
Cantaremos gratos hinos
Na jornada até o final!


Pregação





Sermão do dia: Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós

Convido a todos que leiam comigo no evangelho de João, em seu capítulo de número 15 e versículo de número 16:


"Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda."



Amados irmãos,

Todo o projeto de salvação de Deus para a humanidade baseia-se única e exclusivamente na Graça de Deus, e é impossível falar sobre graça sem falarmos sobre a Soberania de Deus. Estes atributos de Deus são fundamentais para a compreensão da doutrina da salvação, sobretudo, para que tenhamos plena convicção de que não há mérito algum de nossa parte, ela se dá única e exclusivamente pela vontade de Deus.

Deus sempre está no controle de tudo, seu poder sobre a criação é absoluto! Ele não criou o universo e o deixou a mercê do acaso, Ele sempre esteve e sempre estará no controle de todas as coisas. Logo, nós não temos como galgar a salvação pelo nosso esforço, não somente por isso, mas por que somos totalmente depravados pelo pecado, e não existindo a ação do Espírito Santo, não temos forças para buscar a santificação.

Em Adão o pecado se inseriu na natureza humana e nenhum ser humano por sua própria força pode alcançar a perfeição. Assim, Deus escolheu salvar seres imperfeitos, mesmo não sendo merecedores, seu projeto, consumado na cruz do calvário, nunca se baseou em merecimento, mas em graça, ou seja, favor imerecido. A eleição para a salvação não advém do mérito, das qualidade ou proezas do ser humano, mas da vontade de Deus em operar sua obra na vida do ser humano.

Quando Jesus diz que não fomos nós que o escolhemos, há uma dura verdade implícita: por nossa própria natureza nós não queremos nos achegar a Deus. Pela natureza humana estaremos mais confortáveis chafurdando no pecado, saciando os insaciáveis desejos da carne, depravando-nos mais e mais. Ao aproximarmo-nos de Deus tomamos consciência do quão distantes estamos do ideal de Deus para nós, da perfeição, expressa em Cristão, e isto é incomodo, isso nos envergonha, pois sabemos que somos falhos e pecadores.

Cristo morreu na cruz por seus eleitos, não por eles serem merecedores, mas Ele quis salva-los! Por isto, ao ouvir da Palavra, o Espírito Santo faz fluir no coração dos eleitos a salvação, com isto há frutos, há mudança de vida! Assim se manifesta a soberania de Deus e sua Graça, quando ele toma para si pecadores, os regenera e prepara para as moradas celestes.

A oportunidade se faz hoje, ouçamos o que o Espírito Santo diz aos nossos corações para que, correspondendo ao chamado de Deus, vivamos uma vida de frutos e novidade de vida.

Amém.

Oração

Senhor dos Céus e da Terra. Soberano sobre todas as coisas. Deus Eterno. Diante da tua presença nos prostramos. Te louvamos e bendizemos, pois Tu és! Indignos somos, mas Tu nos salvastes e transformastes. Perdoa-nos, pois somos fracos. Apieda-te de nós, pois somos pecadores. Ajuda-nos a viver em gratidão a Ti. Auxilia-nos a ouvir o chamado do Teu Santo Espírito. Em nome de Jesus. Amém.

Henry Mompean D’Orléans et Valois
Duque Consorte de Gandia
Príncipe da França
Duque de Soissons
Conde de Mompean
Barão de Lille

Administrador Geral da Região de Navarra

Embaixador Francês
Comandante da Guarda Real Francesa
Vice-Chanceler
Senador Real
Prefeito de Lille

Chanceler Oficial da Ordem da Mão de Ferro
Cavaleiro da S. Ordem Imperador Carlos Magno – S.O.I.C.M.
Medalha do Mérito da S. O. Militar Joana D´Arq – S.O.M.J.A.


Súdito da Coroa Francesa

Os seguintes usuários agradeceram: Ivysson Januzzi Logos (Ivysson)

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Tempo para a criação da página:0.265 segundos
Não somos membros de qualquer nação real ou movimento separatista.
Este WEB Site destina-se única e exclusivamente aos praticantes do hobbie chamado micronacionalismo.
Todos os direitos de imagem e nome reservados a nação italiana real.